nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free

 1ª. Fest'A Barata

1ª. Fest'A Barata
........................................................................................................
1ª. Fest'A Barata
11/1/2002
Fofinho Rock Club - São Paulo - SP
The Black Rainbow - Dio 
Vercilha Zaira - Led Zeppelin 
Crusaders - Saxon 
The Eddie Of Darkness - Iron Maiden 
Libertinagem 
11/1/2002

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Baratas Festejam Sua Primeira Vitória
Marcio Alexandre Serra da Silva
wiredbysound@brfree.com.br
“Meu filho, consiga para você um outro reino
Pois este que deixo é pequeno demais para você”
(palavras do pai de Alexandre, governante da
Macedônia, quando Alexandre conseguiu, aos
13 anos, domar um cavalo que nenhum guerreiro havia
conseguido montar.)


E assim partiu Alexandre em busca do seu objetivo. Pavimentou oceanos de incompreensão e criou um oásis de sabedoria ao redor de cidades partidas, destruídas pela –âncias: Ignorância; Ganância; Intolerância. 

Jovens, provenientes dos mais diversos vilarejos, estavam armados até os dentes sob a insígnia da paz. Com lanças de pontas flamejantes em vida e prosperidade, a falange macedônica de uma nova Era investiu seus poderosos versos da mudança contra o inimigo da hipocrisia e hasteou a bandeira da transformação. 

No comando, Alexandre, governante da Macedônia, ordenou que o seu exército de guerreiros invadisse a Zona Leste de São Paulo nesta sexta-feira, dia 11 de Janeiro de 2002. O Alexandre, o Grande deste século é Luiz Carlos “A Barata” Cichetto, bravo cavalheiro que conquistou um marco na grande batalha contra a abulia social. Para provar que é um grande líder, Luiz marchou lado-a-lado de seus colaboradores e mostrou a este planeta que música, poesia e cultu’A Barata são as grandes armas para salvar a humanidade do apocalíptico século da negação e do vazio cerebral. 

UMA VISÃO ONÍRICA DO COMEÇO

"No início havia Ísis, a Mais Velha dos Antigos. 
Era a Deusa da qual tudo surgiu. 
Era a Grande Senhora, a Regente das Duas Terras do Egito, a Senhora do Abrigo, a Senhora do Céu, 
Senhora da Casa da Vida, Senhora da Palavra de Deus. Era a Única. 
Em todos os Seus grandiosos e maravilhosos 
trabalhos era a feiticeira mais sábia e 
melhor do que qualquer outro melhor Deus."
(Escrito de Tebas, Egito, do século 14 a.C.)

A multidão que, há alguns anos atrás, avistara um jovem de asas, se assustou com um grito de expressão: - “Em nome de Deus, meu pai, eu posso voar!”. Naquele momento, seus olhos de exclamação resplandeciam uma grande indig(Nação), pareciam trêmulos, vidrados e fixos em determinação. Tudo porque o Conselho da “Tebas (*) Ocidental” quebrara uma importante promessa. Inicialmente, o alienável direito à expressão seria garantido como instrumento imprescindível de lapidação para a vida. Em troca, recebemos o troféu da distorção. Gananciosos senhores, hipnotizados pelo brilho da fama, se apossaram do cetro da riqueza humana. Crenças foram devastadas, tradições, exiladas para o esquecimento, e os valores, empobrecidos. Tudo indicava que passaríamos por tempos de chuvas torrenciais. 

(*) Tebas é uma cidade do Egito cortada em duas pelo rio Nilo. À margem direita, a leste, presença forte de uma cidade construída ao longo de uma auto-estrada ritual. À margem esquerda, ao pé da falésia onde um cume em forma de pirâmide é bastante venerado, estão templos "de milhões de anos", com monstruosos emissores de magia instalados em seus níveis.

O que era para ser punição, virou lição. Ao som de Ícaro, o sol um dia nasceu diferente. O canto dos pássaros quebrou a monotonia anteriormente engendrada por estes senhores atraídos pelo poder. Ventos da mudança haveriam de mudar a direção. Uma geração de guerreiros emergiam no expoente. As pirâmides do poder passaram a servir como iniciações de alta magia, tratamento e meditação. Os primeiros raios de sol passariam a ser a grande esperança do amanhã. Dito e feito. No dia 11, nossos olhos se inflamaram de alegria e havia loucura bem-aventurada em cada olhar. Dava para se sentir no ar um delicoso aroma de conquista após inúmeras batalhas contra o vazio cultural. Primeira etapa vencida e tudo graças à Alexandre, o Grande (Luiz Carlos Cichetto) e o seu exército de colaboradores que apoiaram o levante. Assim, pegamos carona na construção lírica de cada poesia para voar alto com as imponentes águias da liberdade, visando tocar o sol. E a meca dos bons sons foi estabelecida como resposta aos olhares do garoto discípulo de Isis. 


“We're the last in line
We're the last in line

Two eyes from the east
It's the angel or the beast
And the answer lies between 
The good and bad

We'll know for the first time
If we're evil or divine”



A 1ª. FEST'A BARATA
A alquimia se deu em sua origem. A mística palavra vem de Quemt ou kamt, que significa preto. O rio Nilo quando transbordava, expelia uma lama negra que mudava totalmente a vida do lugar. A terra se modificava através desta lama. Por isso, a química do solo precisava ser estudada e interpretada adequadamente. Histórias à parte, naquela noite de sexta-feira, as estrelas caíram do céu e se destacaram ao som, por exemplo, de “Last In Line” ou mesmo no final de um arco-íris na escuridão. A natureza da musicalidade exposta, no que pôde ser chamado de “Tebas da Zona Leste de São Paulo”, foi a grande alquimia daquela maravilhosa confraternização de sensações.


“The last one out of thunder
He will always survive
But if you are starting to wonder
No no, you can never surrender
You see through the mystery
And now you can fly
So take your magic carpet ride”

A bordo de um tapete mágico, o público ali presente decolou para os aplausos em companhia do grupo cover do Dio, Sabbath, Led Zeppelin e Rainbow. E não somente o veículo imaginado era dotado de poderes sobre-humanos. Na teoria e na prática, a essência sempre esteve associada ao domínio da alquimia, usando a energia, o conhecimento e o poder mental para realizar um show catalisador de emoções. Notava-se que estávamos sendo regidos por alguma espécie orgânica de energia fabulosa proveniente das margens do rio Nilo. Por que tínhamos tanta certeza desta afirmação? Primeiro vou contar mais uma história. Daqui a pouco você mesmo vai chegar às suas próprias conclusões. 

Segundo a mitologia egípcia, são nove os planos no mundo. O primeiro, dos deuses invisíveis; O segundo, dos deuses visíveis (planetas); O terceiro, das criaturas que orquestravam o mundo e a vida; O quarto, dos mensageiros; O quinto, dos demônios; O sexto, dos grandes mestres da sabedoria; O sétimo, dos príncipes; O oitavo, dos semi-deuses e heróis, e o último, das almas e espíritos de todas as criaturas.

Eddie Of The Darkness, banda cover do Iron Maiden, subia ao palco naquele momento para ocupar o quarto nível da pirâmide. Fizeram bem o papel de mensageiros dos deuses. Tinham asas e voaram. Viajamos em puro encantamento, pulando e cantando a cada estrofe. Solos ironmadeanos bastante competentes foram conclusivos para confirmar a premissa levantada a dois parágrafos acima. Os acordes deram o sinal para uma idéia que pode ser chamada de diversão teleportada: Como se fosse uma viagem, em transporte coletivo para os velozes dedos de Steve Harris, ao velho estilo de Dickinson, Paul Di’anno, Adrian Smith, Blaze Bayley, Denis Stratton, Tony Parsons, Doug Sampson, Clive Burr, Janick Gers, Nicko McBrain, ou mesmo Dave Murray, o destruidor. Todos de todos os tempos.

Mas não só de rock respirou a celebração que foi um barato! Recital e varal de poesias, grafitagem ao vivo, pinturas e muito mais marcaram o encontro, escrevendo na históri’A Barata, com glórias e méritos, a palavra SUCESSO. Se depender da falange macedônica do século 21, nós - os Baratas - seremos o filho pródigo da mudança e investiremos todos os nossos esforços para derrotar o inimigo do vazio cultural. 

Somos eternos jovem determinados a vestir as mesmas asas da liberdade que as águias carregam em si e a enxergar, também como elas próprias, além do horizonte, à frente da ignorância institucionalizada. Força de renovação não nos falta. Lembre-se do bico desta ave de rapina (**) que passa por um processo semelhante à nossa vontade.

(**) Ave de Rapina - São aves carnívoras que possuem bicos fortes para matar ou dilacerar suas vítimas, com olhos extremamente desenvolvidos e garras afiadas com unhas grandes, responsáveis pela captura (daí o termo inglês Raptor).

Mas não somente águia seremos. Acreditamos em Hórus (filho de Isis e Osíris na mitologia egípcia), figura humana com cabeça de falcão, simbolizando força, sabedoria e sobriedade. A impressão que dá é que juntos, em prol de um mundo melhor, haveremos de ter um Ra nejter-aa neb-pet (Rá, o grande deus, senhor dos céus) dentro de nós. E por isso não haverá descanso enquanto não contribuirmos para re-erguer os pilares do conhecimento, restaurar valores perdidos, estender a tenda dos virtuosos, criar um novo amanhã, reinventar a roda do tratamento humano e mover a engrenagem do sentimento, não esquecendo de reformar o guarda-roupa cujas traças sociais tomaram conta. 



"All right
Rock and roll, yeah

At the end of a dream
If you know where I mean
When the mist just starts to clear

In a similar way
At the end of today
I can feel the sound of writing on the wall
It cries for you
It's the least that you can do

Like a spiral on the wind
I can hear it screamin' in my mind

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
Let it live

In a different time
When the words didn't rhyme
You could never quite be sure
Then on with the change
It was simple but strange
And you knew the feeling seemed to say it all
It cries for you
It's the least that you can do
Like a spiral on the wind
I can hear it screamin' in my mind

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
I'm losing control

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll, yeah
Long live rock and roll
Look you

If you suddenly see
What has happened to me
You should spread the word around

And tell everyone here
That it is perfectly clear
They can sail above it all on what they've found
It cries for you
It's the best that you can do
Like a sound that's everywhere
I can hear it screaming through the air

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
Let it live, let it live, let it live

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll, yeah
Long live rock and roll

Banners held high with a curse and cry and it's
Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
You feel it around, spread it around, make you what just should

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
Live, live, live, live

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll
Let it live, let it live, let it live, let it live

Long live rock and roll
Long live rock 'n' roll
Long live rock and roll”

**** As três últimas citações poéticas são extraídas de composições do Dio.



Rock É Atitude! A Barata & Wired By Sound estão juntos neste projeto.

(...)
Blip

Wired By Sound é uma publicação de idéias e coisas legais.

Márcio Alexandre Serra da Silva – m))

1ª. Fest'A Barata

1ª. Fest'A Barata

1ª. Fest'A Barata

Fotografias:  Desc.

Sabbath Trifásico - As Três Fases do Black Sabbath
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Vinho, Poesia & Rock'n'Roll - Vinho? Não Veio!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2ª. Fest'A Barata - Review
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2ª. Fest'A Barata - Fest'A Barata: Uma Atitude e Um Sonho
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
2ª. Fest'A Barata - Atitudes
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Patrulha do Espaço - Diário de Bordo, Data Estelar: 29/03/2003
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1ª. Fest'A Barata - Review
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1ª. Fest'A Barata - Baratas Festejam Sua Primeira Vitória
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1ª. Fest'A Barata - Antenas Ligadas (Elogio as Baratas)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Micrônic'As Baratas
Camisetas
Livros
Revist'A Barata
Revistas Impressas
Artesanato
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Convergências
?/span>pera Rock Vitória
PQP - Puta Que Pariu
Webradio
Sub-Versões
Videos
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
1a. Coletâne'A Barata
2a. Coletâne'A Barata
Festival Música Independente
A Barata - O Site
Fest'As Baratas
A Barata na Midia
Barata Cichetto, Quem ?
Depoimentos
Amigos & Parceiros
Fotos
Arquíloco (1981)
Sangue de Barata
Impessoal e Transferível
1958
A Verdadeira História da Betty Boop
Emoções Baratas
O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
O Câncer, O Leão e O Escorpião
O Cu de Vênus
O Êxtase
Poemas Perdidos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 On Line:  48