(11) 96358-9727

 

1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

 

"E um dia... Quando todas as formas de vida entrarem em "hibernação de sobrevivência" a Barata, incólume estará no seu simples ato de ser, sendo o que sabe ser, uma sobrevivente. Barata Cichetto, desde agora eu aplaudo sua resistência e determinação. Me curvo à sua força e talento, e deixo todo meu carinho."
Joanna Franko - Ser Humano - Planeta Terra ( Facebook )
"Caramba, meu amigo. Que honra fazer parte da história deste site de resistência e pura arte. Este mês mesmo relançarei A Espiral, que publiquei um capítulo por semana na Barata. E lá se vão quase duas décadas. Ainda escrevo e publico em papel e agora estou voltando aos ebooks, mas fiz isso no seu site antes mesmo do termo existir. Faço terror social, brutal e subversivo. Não suavizei nem comercializei minha arte e devo isso ao aprendizado com este site. Também desenvolvo roteiros de cinema com uma equipe da qual o Vladimir faz parte. Estamos na ativa! Acompanho suas pinturas e obras literárias. É preciso resistência para o que está por vir. Grande abraço!"
Andrei Simões - Pioneiro - Belém - PA ( Facebook )
"Está perfeita essa síntese de uma vida, muito rica em detalhes em fatos, cenários, gente e personagens. Não é qualquer um que pode olhar para trás e ver que construiu, mesmo nadando contra a correnteza, uma história de abnegação a arte, respaldada pelas forças libertadoras da poesia, da música via rock and roll e do cinema, com seus (anti)heróis e heróinas, a maioria deles já mortos, e alguns poucos vivos -- noves fora os que nos matam de vergonha --, resistindo a certas modernidades obscenas disseminadas pela internet, que fez bem em não ter existido nos primeiros 30 anos de vida de Barata Cichetto, um poeta resistente desde sempre. O que dizer agora? Let´s roll! (Comentário Sobre Memórias e Histórias)"
Genecy Souza - Leitor - Manaus - AM ( A Barata / Facebook )
"A Barata segue viva em meio ao Caos, ela subsiste é até antiradioativa! Parabéns, meu amigo Barata Cichetto, por essa bela história de um veículo ativista pela arte genuína!"
Edgar Franco - Artista Multimidia e Prof. Dr. Em Artes - Goiânia - GO ( Facebook )
"Gente, eu acompanho tudo do Barata. São tantos caminhos que ele trilhou, nossa. E em todas as épocas ele quis tirar o melhor para a sua paixão, a propagação da cultura! Merece sim ser reconhecido por toda a cena underground pela qual lutou, e que ainda luta! É muito tempo de história que nos mostra de pertinho toda a evolução até aqui. Fantástico."
Smile Delacoeur - Artista Plástico - Campinas - SP ( Facebook )
"Instigante e um "louco" que fala verdades que as pessoas insistem em ignorar."
Cristiano Vieira - Leitor - Fanpage Facebook ( - )
"Sexo agressivo, asnos, dinamite e outras "figuras" estão presentes na obra do Barata... Cazzo! Por que pode um cara querer trocar poesia por dinamite?
Dinamite: um bastão roliço, fálico, geralmente vermelho, que inflama e explode por uma das pontas? Seria uma representação de desejos e vontades? Seria apenas para aplacar suas angustias? Seria apenas para seu alívio? Se for o caso, posso sugerir um massageador. Alguns, inclusive, tem formato semelhante ao objeto em questão. E muitas pessoas, de qualquer gênero, gostam deles.
Assim sendo, amém, grande gênio do quixotesco underground paulista! Seu novo livro propõe um X da questão, que apesar de personalizado e egocêntrico, traduz o que muitos gostariam de dizer, sentir, ser, estar, parecer, escolher e fazer na hora H, no ponto G, no vértice do Y, no olho do C...
A comunicação humana traz problemas. Nem sempre pelo que diz, mas pelo que pretende (conscientemente ou não) esconder. Já nos falam os psicanalistas sobre o ato falho, que é o que ocorre quando podemos estar falando, escrevendo ou querendo mostrar algo, mas nossos atos e sons demonstram mais, ou menos, ou até o contrário daquilo que queremos comunicar. Geralmente negando nossas afirmativas.
Paul Ricoeur, filósofo e pensador francês, do período pós 2ª Guerra Mundial, já nos dizia que o ser humano é incontestavelmente dissimulado. Ou seja, que tem em si inseguranças, medos e incertezas e dissimula, inconscientemente, criando verdades a serem transmitidas, mas que não reproduzem fielmente aquilo que ele de fato é ou sente.
Sexo agressivo, asnos, dinamite e outras "figuras" presentes na obra do Barata, assim, representam o que, de fato real? Há nas técnicas usadas por espiões, de persuasão para vendedores e pregadores, na propaganda e na arte mágica, expressões como "mensagem subliminar" e "misdirection", que também são formas de dissimulação para induzir, o receptor da mensagem, a erro. No caso da dissimulação dita por Ricouer,no entanto, o efeito é diferente, pois primeiro iludimos a nós mesmos, e, uma vez persuadidos pelos nossos enganos, nos expomos conforme esta nova expectativa que criamos.
Resta, no caso, então, a pergunta: o que seria esta dinamite que dá titulo ao livro? Talvez o autor possa responder numa próxima publicação.
"
Esdras M. Júnior - Psicanalista - Recife - PE ( - )
"Leiam os livros para entender essa paixão que tenho pelo escritor Barata Cichetto.
Ele escreve de uma maneira como se estivesse batendo um papo com o leitor, com ele é sem frescura e mimimi, doa a quem doer. Não recomendo para quem está acostumado(a) a ler livros onde tudo é maravilhoso, fantasias artificiais, cheios de pudores. Barata vai muito mais a fundo te leva a loucura em todos os sentidos.
"
Juliana Stinghen - Leitora - Praia Grande - SP ( Internet )
"Além do show do King Diamond, ontem foi um dia especial, pois foi aniversário do Barata Cichetto, um grande amigo, artista e fonte eterna de inspiração. Não pude lhe dar parabéns a tempo, mas a admiração não cessa nem diminui por isso. Foi o cara que me inspirou a cantar em português, que contribuiu com duas letras fantásticas que estarão no próximo disco do Psychotic Eyes, foi o cara que me apresentou a artistas geniais como a inigualável Nua Estrela, à filosofia de Emil Cioran (ele não está no facebook. Nem ele nem o pensamento dele). Foi o cara de quem tive a honra de receber um prefácio no meu primeiro livro de ficção, do qual ele também foi editor. É o cara que me incentivou a escrever poesia, mesmo eu morrendo de vergonha. Posso dizer, com certeza e amor ao cliché, que quando o Barata faz aniversário quem ganha presente sou eu!"
Dimitri Brandi de Abreu - Advogado, Músico e Escritor - São Paulo - SP ( Facebook )
"Barata é artista. Ponto. Barata já nos mostrou sua capacidade de fazer a crônica de sua cidade, de questões diretamente práticas ou filosóficas. O pensamento de Barata contra qualquer opressão e o cerceamento de direitos individuais nos é mostrado há anos. Se Barata se declara no direito de ser conservador ele inviabiliza sua sinceridade no que vem nos dizendo? Não. Ele NÃO está a serviço de alienação. Ele gostaria, absorvo do que declara, que mais pessoas estivem alertas e pensantes. O que eu digo é que Barata não é absoluto, amarrado a conceitos. Segue o que pensa, sente, observa sem sacar de uma cartilha pra ver se pode se expressar sem ferir regras de uma postura clássica. "Espera, será que um conservador está autorizado a dizer isto?""
Del Wendell - Radialista e Escritor - Goiania - GO ( Facebook )
"Só vi agora o vídeo, amigo Barata Cichetto, Ficou muito bom. Mas, melhor que isso, são suas expressas opiniões e escritos. Essas sim, vindas de uma pessoa equilibrada e culta como você. Desde que o conheci passei a admirar muito o que você escreve, muita ponderação e consciência. Continue assim amigo, e vamos em frente, tirar uma pedrinha a cada dia do nosso caminho. Abraços do amigo que muito te respeita e admira."
Cristo Demetrio - Advogado e Músico - São Paulo - SP ( Facebook )
"Smail Della: Homens a frente do tempo, sempre vão existir. Raros, mas sempre existirão e eu tive sorte de nessa vida poder conhecer essa praticante da Arte... Incansavel, persistente, guerreiro na estrada."
Smail Della - Artista Plástico - Campinas - SP ( Facebook )


1958 1990 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

CONHEÇA NOSSOS PARCEIROS

 

(11) 96358-9727

A Barata - O Site

A Barata Ao Vivo

Amigos & Livros

A Arca do Barata

Arquivos Abertos

Artesanato

As Faces d'O Corvo
Augusto dos Anjos

Ataraxia

Barata Cichetto, Quem É?

Barata Rocker

Biografi'As Baratas

Camisetas

Cinematec'A Barata

Coletâneas de Rock

Colunas Antigas
Conte Comigo, Conte Pra Mim
Contos d'A Barata
Convergências
Crom

Crônic'As Baratas

Depoimentos

Des-Aforismos Poéticos Baratianos

Discoteca d'A Barata

Download Free

Ensaios Musicais

Entrevist'As Baratas

Eventos

Facebookianas
Fal'A Barata!
Fotos
Gatos & Alfaces
Kakerlak Doppelgänger
Livrari'A Barata
Livros
Madame X
Memória A Barata
Micrônic'As Baratas

Na Mídia

O Anjo Venusanal
Pinturas
Pi Ao Quadrado

Poesi'a Barata

Ponto de Fuga
Pornomatopéias
PQP - Puta Que Pariu
Projeto Sangue de Barata
Psychotic Eyes
Renato Pop
Resenhas

Retratos e Caricaturas

Revist'A Barata Digital

Revist'A Barata

Seren Goch: 2332

Sub-Versões

Tublues

Versus

Videos

Vitória

Webradio

Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos Giraçol Cichetto, nome literário Barata Cichetto, e foram registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor, bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade". Lei de Direitos Autorais: 9610/98.

 On Line

Política de Privacidade

Free counter users online