Todos os textos, exceto quando indicados, são de autoria de Luiz Carlos "Barata" Cichetto e registrados na Fundação Biblioteca Nacional. Não é permitida a publicação em nenhum meio de comunicação sem a prévia autorização do autor. Bem como o uso das marcas "A Barata" e "Liberdade de Expressão e Expressão de Liberdade".

Carlos Manuel - Leitor - Portugal
"Amigo Barata, ja li tua poesia e confirmo aquilo que ja te tinha dito quando li no teu blog tua poesia, fiquei bastante surpreendido porque tu vais até atingir um certo limite na poesia...todas as portas que se fodam...tenho uma preferencia para a parte troco poesia por sexo...porque acho que é aí que tu fodes todas as portas..todos os limites...é cruel...grosso...sin não é pra todos ...é preciso saber abrir as portas da poesia...quem não sabe não chega lá!...a verdadeira poesia é ultrapassar todas as barreiras tu conseguiste isso, ser poeta é ser mal querido...mal amado...mal pago e fodido...essa frase resume bem tua poesia no poema poesia marginal...adoro o poema fedidas e fodidas...um verdadeiro hino aos porcos chafurdando na merda! tu poesia é uma bomba cheia de emoções e verdades deste mundo porco!...onde surge um cheiro de putas e bundas imundas...as bucetas são vencidas por tua poesia. Desejo-te...que realmente uma editora veja tua obra...mereces ser publicado...muito mais que certos merdas que se dizem poetas e são apenas merdas sem gosto. Forte abraço amigo Barata"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Carlos Manuel - Leitor - Portugal
"Estou lendo teu blog..tudo aquilo que fazes..meu Deus vou te tratar de senhor...fico de boca aberta ou fechada...nem sei..te dou meus parabens es um mestre do rock underground...adorei ler o colecionador me identifico bastante contigo sobretudo na coleção de tristezas...adorei...continua nunca pares...tens uma obra monumental..

acho k tens um verdadeiro estilo que sai das tuas tripas...isso é bom...super postivo...qdo eu li tua obra disse pra mim mesmo nem o Bukowski escreveu assim..."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Azriel F. Dutra - The Funeral Of Tears - Fortaleza – CE
"Meu amigo Barata Cichetto é sem duvida uma das pessoas mais produtivas e criativas que tive a honra de conhecer no meio alternativo. Para mim, é uma inspiração ver seus lançamentos, seus projetos e sua forma ”Faça Você Mesmo”, de ousar e fazer acontecer. O alternativo precisa sem duvidas de mais Baratas com sua ousadia e criatividade."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Genecy Souza - Manaus - AM
"Já me tornei um leitor e ouvinte contumaz do Barata. No que diz respeito aos palavrões, termos chulos e afins utilizados em suas obras, realmente, eles não me incomodam em nada, daí que não vejo razão para que algumas "almas puras" fiquem chocadas. Isso me soa um tanto hipócrita, uma vez que, por exemplo, palavrões são abundantes nas obras de Jorge Amado, João Ubaldo Ribeiro, Glauco Mattoso, entre outros. E, o que é melhor, eles são muito respeitados e admirados mesmo assim. Quem sabe um dia, quando as obras do Barata se tornarem best sellers, essa percepção venha a mudar."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Bruno Aranha - Leitor
"Li os seus dois livros. Gostei bastante! Principalmente a sua biografia! Eu como historiador que sou, enxergo o livro como uma perciosa fonte para a história do rock brasileiro. Mas uma fato em particular me chamou a atenção: foi esse "hiato" que vc teve entre os anos 80 e 90. Essas coisa que acontece com muita de gente, de constituir família, trabalho etc Quando comecei a acompanhar o seu trabalho no começo dos anos 2000 eu achava que vc era um cara que tava no meio a trocentos anos. Enfim, foi o que me chamou a atenção no livro, e o paralelo que vc faz com o recolhimento do Patrulha ao hangar quase ao mesmo tempo.
Já o livro do Patrulha eu já conhecia uma parte do conteúdo, mas fiquei feliz de rememorar vários shows da Patrulha em que eu estava presente. Também achei legal que vc citou meu primo, Paulinho Aranha de Itu. Na hora mandei lhe uma mensagem avisando. Ele ficou muito contente."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Gigio Ferreira - Poeta e Contista - Belém - PA
"Rebeldia criativa, intelecto inquieto, genialidade em qualquer circunstância, generosidade nas sensações... Solidariedade nos passos... Espírito inovador... Imagens transgressivas... Personalidade autêntica. Ser seu amigo é estar perto de tudo isso. Sua intensa luminosidade dá o tom das nossas buscas. Viva os que não ficam sentados num trono esperando a morte chegar. Viva sempre Luiz Carlos Barata Cichetto."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Portal Megaphone - Portal Megaphone
"(...) Conheci o A’Barata tão logo iniciei minha atividade na Internet, no final dos anos 90. Leitura obrigatória, ainda me impressiono com o vasto conteúdo. É feito por Luiz Carlos ‘Barata’ Cichetto totalmente ‘na raça’ e, não só por isso, mas por tudo o que representa, foi uma das principais fontes de inspiração para o Portal Megaphone! (...)"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Daniel Kobra Kaemmerer - Músico - Porto Alegre - RS
"Uma tarde. Foi o que precisei para exercer a atividade que mais gosto - ler. E, nada melhor que uma leitura como esta! Para os - assim com eu - rockeiros, este livro é um registro mais que obrigatório, ordenando fatos e descrições que fazem parte de toda a cultura rock n roll brasielira. Boas risadas resultantes das aventuras e andanças de Luiz Carlos Barata Cichetto pela ruas de São Paulo, mesclando suas memórias e experiências em uma das melhores descrições de urbanidade que já pude ter contato. Além disto, o jornalista nos brinda com análises precisas e, por vezes, ácidas , sempre acertando o alvo. Além de tudo isso, temos relatos que todo fã de rock n roll que se preze precisa conhecer. A" autobiografia não autorizada" deve ser ítem obrigatório para quem deseja conhecer a trajetória deste brasileiro, roqueiro e guerreiro. Parabéns, Barata!"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Isaac Soares de Souza - Facebook
"Meu amigo e mentor Barata Cichetto, escritor, poeta, compositor que trafega no gueto da arte como um pleito que ele abraçou como meta de liberdade. Vociferar a verdade em palavras infames, Cichetto é um ser que nunca tange nem gado nem gente, porque Barata vive nos destroços, asquerosamente infame, invadindo lares com suas palavras que assustam o poder institucionalizado, seres manietados no cu do mundo, guiados pela máquina saprófaga do sistema, povo anátema, imbecilizado, nunca civilizado. Barata arranha com suas patas a consciência inexata de gente insensata que não pensa. Não sei se Barata tem patas, mas desde que tenha pernas para andar sem comando, podemos chamá-las do que quiser porque todo animal racional que tem locomoção própria, tem patas porque pode dar patadas ao léu e transformar o inferno em céu ou no cu do mundo. Poeta giramundo, vagabundo, imundo, mas genial e profundo em seu persigal próprio de quem nunca caminha rumo ao matadouro humano que é o mundo."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Dimitri Brandi de Abreu - Musico da Banda Psychotic Eyes – São Paulo - SP
"Porra, Barata,vai tomar no cu. Seu livro é do caralho. O final é sensacional, puta texto do cacete! Puta que pariu!! (certa vez li que o homem brasileiro, quando está feliz, xinga os amigos)."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Joanna Franko - Facebook
"(...) Luiz Carlos Barata Cichetto é um desses cronistas que já nos levou ao hábito de "chegar"procurando seus textos. Alguns adoram, outros detestam, uns comentam outros" ignoram", mas é esse o objetivo. Falar o que pensa e ser honesto, (...)"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viegas Fernandes da Costa - Facebook
"Acabo de ler o segundo volume da Revista Versus, editada pelo Luiz Carlos Barata Cichetto. Barata é guerrilheiro da cultura, alia a modernidade da comunicação virtual e o saudosismo dos bons e certeiros fanzines. Há muito que venho acompanhando, na medida do possível, seu trabalho. Versus lembra os manifestos da cultura marginal, os fanzines proscritos pela cultura massificante, brado e alento na madrugada. É muito bom saber que ainda existem militantes como Barata! Quem quiser conhecer melhor seu trabalho (porque além de editor, Luiz Carlos Barata Cichetto é também poeta, cronista, compositor, produtor, estudioso do rock, apresentador de rádio, artesão e etc...) é só acessar sua página."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Mário Pacheco - Jornalista - Do Proprio Bolso
"Imagine: um agitador sempre na busca de algo extenso e forte, feito metal e feito poesia. Um locutor sempre no caminho do Rock and Roll e da arte sem concessões. Equilibrando estas duas porções meio doutor Jackie e Mister Hyde; encontramos o capitão Luiz 'Barata' Cichetto atirando pedradas sonoras sob a forma de uma Webradio; a KFK Webradio, a rádio que toca idéias. (...). Poetando e cantando e seguindo as canções que fazem a cabeça..."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Prof. Cassionei Niches Petry - Santa Cruz do Sul - RS
"Um dos artistas mais instigantes, inteligentes e imprevisíveis - só para ficar nos adjetivos começados com a letra "i" - que conheci pela internet. Poeta, apresentador de radioweb e produtor cultural, Barata Cichetto faz parte da cultura underground de SP desde os anos 70, inclusive da chamada geração mimeógrafo. A mente do cara fervilha de projetos (...)"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Marcelo Carvalho - Via Facebook
"Livros, artes, poesias, web, músicas, atitudes e filosofias... Ufa, que baita usina de criação!!! Barata Cichetto é a prova viva de que se deve sempre seguir o caminho de vocação!"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Amyr Cantúsio Jr. - Músico, Teósofo, Compositor, Filósofo. - Campinas, SP
"Posso enfatizar que Cichetto é o Dante, Milton, Boca do Inferno e Blake resumido da literatura nacional!!"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Luiz Santinácio - Escritor e Poeta - Cascais - Portugal
"Permita a mim uma expressão acerca de si: "ousado"! Creio que de pessoas assim que a nossa contemporaneidade precisa. Percebo como burila com a Língua, como alça àquela licença poética sem extravagância desmedida e desprovida de significação. Muito bem!"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Amyr Cantusio Jr. - Músico, Teósofo, Compositor, Filósofo - Campinas - SP
"Uma ode sarcástica ao sexo, a devassidão que ninguém quer falar sobre, mas que existe no âmago de todo ser humano!! Você faz o lado da devassidão humana aparecer num esplendor bacante. E eu coloco as sombras e o sobrenatural que ninguém ousa tocar, o abismo, nas minhas obras. Estamos completos!! (Sobre o livro "O Cu de Venus")"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Mara Lee - Santos - SP
"O Barata é nosso filósofo do rock!! pessoa do bem e mto querida..."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Mara Lee - Santos - SP
"Ahhhh só você pra ter CULHÃO pra escrever O Cu de Vênus, meu velho! Inspirou em mim meus mais ardentes e secretos desejos de arrotar na cara dos hipócritas, assim como você cagou... (Sobre o livro "O Cu de Venus")"
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Arca do Barata
Contos d'A Barata
Crônic'As Baratas
Entrevist'As Baratas
Fal'A Barata!
Resenhas de Filmes
Resenhas de Livros
Micrônic'As Baratas
Camisetas
Livros
Revist'A Barata
Revistas Impressas
Artesanato
O Anjo Venusanal
Ponto de Fuga
Convergências
Ópera Rock Vitória
PQP - Puta Que Pariu
Webradio
Sub-Versões
Videos
A Barata Ao Vivo
Biografi'As Baratas
Discoteca d'A Barata
Ensaios Musicais
1a. Coletâne'A Barata
2a. Coletâne'A Barata
Festival Música Independente
A Barata - O Site
Fest'As Baratas
A Barata na Midia
Barata Cichetto, Quem É?
Depoimentos
Amigos & Parceiros
Fotos
Arquíloco (1981)
Sangue de Barata
Impessoal e Transferível
1958
A Verdadeira História da Betty Boop
Emoções Baratas
O Olhar Gótico da Morte Dentro da Cibernética Taverna
O Câncer, O Leão e O Escorpião
O Cu de Vênus
O Êxtase
Poemas Perdidos

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 On Line:  111